segunda-feira, 10 de maio de 2010

Amor de muito, amor de Mãe

útero nutriu
a vida com muito amor
um passo atrás
para relembrar a história
o ventre tão sagrado
hoje habita
minha memória...

(Mamãe, eternamente vou te amar)
09/05/10


(Marisa Vieira)

4 comentários:

Clauky Boom disse...

que lindo!
resgatar para seguir em frente

poetabraços da clauky

Marisa Vieira disse...

É isso Clauky..bom te vc por aqui! BEIJOSS

Machado de Carlos disse...

No singular vale a pena. Imagine no plural e ainda de si mesma.

Marisa Vieira disse...

só risos Machado!rs

Agradeço o carinho e a visita, volte sempre!
Beijo da Marisa