quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Cidade ópio
(Marisa Vieira)


Descia a ladeira
Com peito aberto
Riso largo
Vez ou outra
Pedia mais um trago

Ah! Isso entorpece a gente...

Um olhar desaprovador vinha da janela
Pude ouvir a voz rouca: "esses jovens imorais"!
Você prendia o riso
Eu soltava a fumaça
Mais beijos em plena praça

Ah! Isso entorpece a gente...

Gosto dessa cidade,
Portas e janelas com cores vibrantes
Rosa, azul, verde, amarelo.
Nesse chão, pés descalços, nada de chinelos.

Ruas tão estreitas
Que parecem diminuir seus habitantes
Ora alegres e saltitantes
Ora vingativos e maledicentes...

Banhos de cachoeira
Sensação de liberdade
Lembro-me que disse ser toda cidade
Sua casa... Mas não me recordo se falou em lar...
Gargalhadas e mais um trago

Ah! Isso entorpece a gente...

2 comentários:

Ni... disse...

Lindona, seu blog está cheio de vida... poesias q falam fundo ao coração...
Tb mudei de endereço, te aguardo no novo... http://rastrosde.blogspot.com

Dilean de Bragança disse...

Querida amiga...
Gosto muito, muito mesmo de sua forma de passar seus sentimentos.
Sempre senti isso e agora posso me deliciar em suas tão lindas palavras.

Bjus na alma.

Ps.:Já add seu blog ao meu.